A necessidade de um chamado eficaz – Thomas Watson

A necessidade de um chamado eficaz – Thomas Watson (1620 – 1686)
__

Uma pessoa não pode entrar no céu sem ter esse chamado. Primeiramente, devemos ser chamados antes de ser glorificados (Rm 8.30). Uma pessoa que não foi chamada não pode alegar nada na Bíblia, além das ameaças. Uma pessoa no estado natural não é apropriada para o céu, assim como uma pessoa suja e vestida com trapos não está apropriada para entrar na presença de um rei. Uma pessoa em seu estado natural é alguém que odeia a Deus. Será apropriada para o céu? (Rm 1.30). Deus daria ao inimigo acesso à sua intimidade?

Verificando se fomos eficazmente vocacionados.

Podemos saber se fomos chamados por meio das coisas antecedentes ao chamado e pelos resultados do chamado.

1.      Pelas coisas antecedentes. Antes de acontecer esse chamado eficaz, uma obra de humilhação acontece na alma. A pessoa é convencida do pecado, vê que é um pecador e nada mais que um pecador. O solo novo de seu coração é lavrado (Jr 4.3). Como o fazendeiro que sulca a terra e lança a semente, assim Deus, pela obra convincente da lei, quebra o coração do pecador e o prepara para receber as sementes da graça. Os que nunca foram convencidos, nunca foram chamados. "Ele... convencerá o mundo do pecado" (Jo 16.8). O convencimento é o primeiro passo na conversão.

2.      Pelos resultados, que são dois: Primeiro, quem é chamado de maneira salvadora responde ao chamado de Deus. Quando Deus chamou Samuel, ele respondeu: "Fala, porque o teu servo ouve" (ISm 3.10). Quando Deus lhe chama para um ato de adoração, você corre em resposta a seu chamado? "Não fui desobediente à visão celestial" (At 26.19). Quando Deus nos chama a nos posicionar contrariamente ao sangue e à carne somos em tudo obedientes à sua voz. Uma obediência verdadeira é como uma agulha que aponta para a direção que a magnetita atrai. Aqueles que são surdos ao chamado de Deus revelam que não são chamados pela graça.

Segundo, além disso, aquele que é eficazmente chamado fecha seu ouvido para todos os outros chamados que podem tirá-lo da direção divina. Assim como Deus tem seu chamado, há também aqueles que chamam em contrário. Satanás chama pela tentação, pela luxúria e pelas companhias malignas. Mas, assim como a víbora deixa de ouvir a voz do encantador, assim todo o que é eficazmente chamado deixa de ouvir todos os encantos da carne e do maligno.

Terceira aplicação: quanto ao consolo para os que são chamados por Deus. Este chamado evidencia a eleição. "E aos que predestinou, a esses também chamou" (Rm 8.30). A eleição é a causa de nossa vocação e a vocação é o sinal de nossa eleição. A eleição é o primeiro elo da corrente dourada da salvação, a vocação é o segundo. Quem tem o segundo elo da corrente tem certeza do primeiro. Assim como pela corrente de água somos conduzidos até a fonte, pelo coração chegamos à eleição. O chamado é a sinceridade e o compromisso da glória. "Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação" (2Ts 2.13). Podemos ler a respeito do amor predestinador de Deus na obra da graça em nosso coração.

Quarta aplicação: que aqueles que são chamados sejam agradecidos a Deus pela bênção indizível. Sejam agradecidos a todas as pessoas da Trindade, à misericórdia do Pai, aos méritos do Filho e à eficácia do Espírito. A fim de fazer de alguém agradecido é preciso considerar que, enquanto ofensor, Deus o chamou. Quando Deus não precisava de ninguém, tinha milhões de santos glorificados e de anjos para louvá-lo. Leve em consideração o que você era antes de ser chamado. Você estava em seus pecados. Quando Deus chamou Paulo, encontrou-o perseguindo. Quando Deus chamou Mateus, encontrou-o na coletoria; Quando chamou Zaqueu, encontrou-o perseguindo suas luxúrias, quando Saul foi chamado para ser rei, estava atrás de jumentos. Deus nos chamou quando estávamos mais envolvidos no pecado. Admire seu amor e exalte seus louvores. Digo novamente, Deus, ao passar por outros e chamar você, demonstrou muita misericórdia. "Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado" (Mt 11.26). O fato de Deus deixar de lado pessoas sábias e nobres, pessoas de disposição mais doce, pessoas mais perceptíveis, de menos vícios e permitir que a porção da graça caia sobre alguém como eu e como você é uma impressionante demonstração de amor. Para Samuel foi um grande favor o fato de Deus chamá-lo e se revelar a ele deixando Eli, que fora sacerdote e juiz em Israel (1 Sm 3.6). Da mesma maneira, Deus chamar você, um pecador infame, e deixar de lado outros de melhor condição social e moral mais elevada exige altos louvores. Como Deus governa as nuvens fazendo chover em um lugar e não em outro, da mesma maneira, em um sermão, abre o coração de um enquanto outro é tão sensibilizado por ele quanto um homem surdo pelo som da música. Nesse chamado eletivo de Deus, a bandeira de sua graça está exibida e os troféus de seu louvor erigidos. Elias e Eliseu estavam andando juntos, de repente apareceu uma carruagem de fogo e levou Elias para o céu, mas Eliseu foi deixado. A graça se demonstrará infinita quando dois estiverem andando juntos - esposo e esposa, pai e filho - e Deus chamar um pela sua graça e deixar o outro, levar um em uma carruagem triunfante para o céu, mas deixar o outro perecendo eternamente. Aqueles que são chamados pelo amor eletivo de Deus deveriam ficar muito impressionados. Deveriam transbordar de alegria por serem os vasos de misericórdia. Deveriam se levantar no Monte Gerizim louvando e exaltando a Deus. Então, comecem o trabalho do céu aqui. Aqueles que são padrões de misericórdia deveriam ser anunciadores do louvor. Assim, Paulo, quando chamado por Deus, e vendo quão devedor era em relação à graça, ficou muito admirado e agradecido (lTm 1.12).

Quinta aplicação: uma palavra aos chamados. Andem de modo digno do grande chamado: "Rogo-vos, pois, eu, o prisioneiro no Senhor, que andeis de modo digno da vocação a que fostes chamados" (Ef 4.1) em dois aspectos.

1.      Ande cheio de compaixão. Tenha misericórdia daqueles que ainda não foram chamados. Você tem um filho, sua esposa, seus servos que Deus ainda não chamou? Chore por suas almas mortas. Estão em seu próprio sangue, "sob o poder de Satanás". Sim, tenha bastante misericórdia deles. Que os pecados deles o incomodem mais que os próprios sofrimentos pessoais. Se você tem dó de um boi ou de um jumento que se perde, não deveria ter misericórdia de uma alma que se desvia? Mostre sua piedade por meio de sua misericórdia.

2.      Ande de maneira santa. Vocês têm um santo chamado (2Tm 1.9), somos chamados para ser santos (Rm 1.7). Mostrem sua vocação pelas conversas embasadas na Palavra. As flores não são mais cheirosas que as ervas daninhas? Aqueles que são enobrecidos com a graça não deveriam ter uma fragrância maior que aqueles que são pecadores? "Segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento" (lPe 1.15). Não desonre seu elevado chamado por qualquer maneira repugnante. Quando Antígono86 estava a caminho para se contaminar com mulheres, alguém lhe disse: "você é filho de rei". Lembre-se também de sua dignidade: "Você é chamado por Deus, da linhagem real do céu". Não faça coisas indignas de um chamado honrável. Cipião Africano recusou um abraço de uma prostituta porque era o general de um exército. Odeie todos os movimentos do pecado por causa do elevado chamado. Não é apropriado para os vocacionados de Deus fazer como os outros. Embora alguns dos judeus bebessem vinho, tal liberdade não era apropriada para os nazíreus que tinham um voto de santidade e haviam prometido abstinência. Ainda que os pagãos e os cristãos nominais tomem liberdade no pecado, não é apropriado para aqueles que foram chamados para fora do mundo, e cuja marca da eleição está sobre eles. Vocês são pessoas consagradas, seus corpos são o templo do Espírito Santo. Seus corpos deveriam ser uma sacristia ou o Santo dos santos.

___________________________________
FONTE: http://www.josemarbessa.com

Publicado por : Reforma Radical ~ Aproveite para ler muitos outros textos.

Artigo: A necessidade de um chamado eficaz – Thomas Watson . Publicado por: Reforma Radical dia: 21 janeiro 2014 . Esperemo que este artigo tenha edificado sua vida e que você volte muitas outras vezes. Aproveite para comentar sobre o texto. 0 Comentário na postagem: A necessidade de um chamado eficaz – Thomas Watson
 

0 comentários:

Postar um comentário